Saltar a contenido principal Saltar a navegación principal

Localização geográfica

A Universidade Nacional de Cuyo tem a sua sede na Cidade de Mendoza, a principal cidade do oeste argentino com uma população no total perto a 1.700.000 habitantes. A província está localizada a 1100 km de Buenos Aires, a capital do país e a cordilheira de Los Andes é o limite natural com a República de Chile.

A Universidade

A Universidade Nacional de Cuyo (UNCuyo) é o maior centro de educação superior da província de Mendoza, na República Argentina. Seu alcance como formadora de recursos humanos ultrapassa os limites geográficos da sua região e possui uma projeção tanto nacional, quanto internacional.

Localização geográfica.

A Universidade Nacional de Cuyo tem a sua sede na Cidade de Mendoza, principal urbe do oeste argentino, com uma população aproximada de 1.700.000 habitantes. A província se localiza a 1.100 quilômetros de Buenos Aires (a capital do país), e a Cordilheira dos Andes é a divisa natural com a República do Chile.  

Mendoza é uma província que se encontra no centro-oeste da República Argentina. Sua situação estratégica permite a integração com o MERCOSUL, um mercado com as maiores oportunidades de comercio regional e internacional. Em relação a outras cidades importantes, Mendoza fica a 1.085 quilômetros da Capital Federal (em Buenos Aires) e junto com as províncias de San Juan, San Luis e La Rioja formam a Região de Cuyo. Ao longo do oeste provincial se encontra a Cordilheira dos Andes, limite natural com a República do Chile.

A província forma parte dos 24 estados federais que integram a República Argentina e sua extensão é de 148.827 km² (equivalente ao 4% do território nacional). Divide-se em 18 municípios, sendo a Grande Mendoza (área metropolitana da província) composta pela cidade homônima e capital provincial, Godoy Cruz, Guaymallén y Las Heras, as quais abrangem 16.692 km².

Mendoza é conhecida mundialmente por seus vinhos, centros de esqui e montanhas, nas quais se destaca o Cerro Aconcagua. Com os seus 6.962 metros de altura é o maior da América. As atividades de turismo aventura e as visitas a vinícolas constituem atrativos imperdíveis na cidade.

Além do campus em Mendoza, a UNCuyo possui o Instituto Balseiro, situado no Centro Atômico Bariloche (fica a 9,5 quilômetros da cidade de Bariloche), na região patagônica da província de Rio Negro.

A cidade de Mendoza e seus atrativos

Mendoza é uma cidade altamente valorizada por seus expoentes artísticos e culturais, principalmente porque a sua localização permite o fluxo de artistas do mundo inteiro. Desde ela saem e até ela chegam célebres personagens de diferentes disciplinas (danças, teatro, música, letras e artes plásticas). Além disso, os talentos locais expõem suas obras nas múltiplas salas da cidade e tornam a oferta cultural muito ampla e diversa, dirigido a um público exigente e qualificado.

A gastronomia ocupa um papel fundamental, incluindo tanto hotéis e suas comidas internacionais, quanto pequenos restaurantes e Wine Bars. Em todos eles, você pode degustar as típicas carnes asadas e empanadas crioulas, ou também, sofisticadas comidas étnicas, sempre regadas aos melhores vinhos que nos brindam as terras mendocinas.

A agenda cultural pode se consultar nos sites:
http://www.ciudaddemendoza.gov.ar/agenda
http://www.eventos.mendoza.gov.ar/
Ministério de Turismo de Mendoza:
http://www.turismo.mendoza.gov.ar/

Centros de esquí:
Las Leñas
Los Penitentes  
Los Puquios
Vallecitos
Parques provinciais e Reservas naturais.

Mendoza possui uma grande quantidade de reservas naturais e parques, nas quais se protege a flora e fauna nativa, e também, permite a realização de diversas atividades recreativas como trekking, caminhadas, escaladas, safáris fotográficos, e muito mais.  

Parque Provincial Cerro Aconcagua

Está formado por montanhas que superam os 5.000 metros e se elevam de forma imponente até o céu, atingindo sua máxima altura no Norte de Cerro Aconcagua (6.962 metros)

Congressos, feiras e exposições na terra do vinho

Nossa província tem uma capacidade técnica e humana para ser líder nacional na organização de feiras, congressos e exposições. Seu papel de nexo obrigatório entre a Cidade Autônoma de Buenos Aires (Argentina) e Santiago (Chile), duas das capitais mais importantes da América Latina, permitem que Mendoza seja escolhida a cada ano como lugar de reunião para discutir projetos recreativos, trabalhistas ou científicos.